Artigos 

foto-harry-alta3.jpg

É verdade que até os entrevistadores podem se deixar influenciar por opiniões preconcebidas ou tendenciosas e acabar contratando pessoas erradas ou mesmo ignorar candidatos desejáveis.

Muitos gestores ainda buscam atalhos e negligenciam o passo a passo necessário para selecionar o melhor candidato. Aqui estão alguns erros comuns que devem ser evitados:

1. Ignorar sua intuição

Quanto mais eficiente a sua máquina de recrutamento estiver, mais candidatos em potencial você terá para escolher. Nestas situações, o seu olhar para o talento (identificar o brilho entusiasmado nos olhos de alguém, juntamente com a sua intuição) vai ajudá-lo a tomar a decisão final.


2. Não fazer a todos os candidatos as mesmas perguntas

Se você não fizer as mesmas perguntas a todos e conduzir cada entrevista da mesma forma, você corre o risco de não avaliar objetivamente cada candidato, o que tornará mais difícil a seleção de bons candidatos.

3. Avaliar todos os candidatos como excelentes ou inaceitáveis

Nem sempre é assim: preto no branco. Seja dedicado e faça avaliações minuciosas.

4. Avaliar candidatos com base nas suas impressões pessoais

Se você sentir imediatamente uma empatia pelo candidato, você pode acabar beneficiando-o, mesmo que não seja o candidato mais qualificado para a vaga.

5. Deixar que suas preferências pessoais interfiram

Desqualificar alguém com base em um traço físico ou de aparência pessoal, que não combinam com o seu estilo, não é razão para desclassificar um candidato. E você ainda corre o risco de problemas legais.

6. Avaliar positivamente pessoas parecidas com você, independentemente de suas qualificações profissionais

Certificar-se de que alguém pode se adaptar é importante, mas não busque cópias de si mesmo enquanto desconsidera outras qualificações.

7. Permitir que a boa impressão deixada por um candidato diminua as chances do próximo entrevistado

Se você encontrar um bom candidato, não se deixe influenciar negativamente com relação ao próximo candidato que você entrevistará. Dê a todos chances iguais.


8. Excluir candidatos que você acha que são "superqualificados"

Não diga "não" ao candidato. Não diminua o valor de uma posição de vendas só porque alguém tem experiência de gestão ou um diploma universitário. Se a remuneração é baseada em produtividade e a empresa oferece oportunidades de crescimento, você ficará surpreso com quem você pode atrair para a vaga.

9. Não checar referências

Nunca contrate sem checar referências. Se alguém mentiu em seu currículo, imagine o que poderia acontecer no trabalho? Sempre entre em contato por telefone com as pessoas que forneceram as referências, não por email. Usando suas habilidades ao telefone, você pode conseguir que lhe digam mais do que você esperava.

10. Não dar aos candidatos a oportunidade de se defender de uma referência desfavorável

Às vezes, um ex-chefe guarda rancor em relação ao candidato. Se você achou que o candidato era digno de uma segunda entrevista antes da referência desfavorável, converse com esse candidato e dê-lhe uma chance de se explicar.

Harry J. Friedman

Fundador do The Friedman Group

  • Compartilhe: