Artigos 

Embora seja um pouco complicado dar conselhos, principalmente em tempos difíceis, nossa experiência no varejo brasileiro nos permite ao menos levantar algumas questões para reflexão. 

Vamos lá:

Torne seu ponto de venda um lugar onde seu CLIENTE DESEJA ESTAR

Clientes não aguentam mais lojas e nem profissionais que só querem vender. Por que não um ponto de venda que seja um local para se conviver, experimentar, descansar, se divertir? Enfim, um lugar bom para se estar?

Palavras de ordem: CAPACITAÇÃO e EFICIÊNCIA

Uma equipe realmente bem preparada faz toda a diferença. Não adianta motivar pessoas incompetentes. Talvez seja até pior! 

Vendas são consequências, e resultados positivos só aparecem quando os processos são muito bem conduzidos.

Traga a TECNOLOGIA para dentro de sua empresa

Seja para seus clientes internos (operações) ou para seus clientes externos (interações), não oferecer tecnologia para as pessoas se tornou um fator negativo. Considerando que atualmente estamos conectados o tempo todo, permita que isso aconteça dentro de sua loja, e faça desta conexão um atributo para suas vendas. Considere também que a tecnologia é uma ótima aliada na busca da eficiência.

ACREDITE e faça com que ACREDITEM

Um líder precisa acreditar que sua postura influencia e muito a postura de sua equipe. É necessário sair da atmosfera pessimista que reina nos dias atuais, e acreditar que nós temos muito a realizar internamente em nossas empresas para colher melhores frutos (principalmente agora). 

Contagie seu pessoal com a visão de um futuro melhor, baseado em muito trabalho e esforço, e de que é possível sair deste momento melhor do que se entrou.

Boa leitura, boas vendas e muita paz!

Fernando Lucena

Presidente do Grupo Friedman

  • Compartilhe: